Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

MInsane :: Official Madonna Fan Club/Brasil

Álbuns

ray of light

MInsane

Um álbum para ficar marcado em nossas vidas. Ray of light é um álbum maduro, incrível, com uma sonoridade perfeita e traz Madonna com uma excelente performance vocal.

Produção: Madonna e Willian Orbit
Data de Lançamento: 03 de Março de 1998
Vendagem no Brasil: 600.000 Mil cópias
Vendagem nos EUA: 4 milhões de cópias - 4x platina
Vendagem no Mundo: 16 Milhões de cópias
Pico na Billboard: 2º lugar
Total de Semanas na Parada: 78

Review

MInsaneDepois de muito sucesso, polêmica, uma filha e muito dinheiro, muitos já davam como certo o começo da queda de popularidade de Madonna. O que mais esperar dela? - questionavam-se os críticos. Afinal, tornando -se mãe, provavelmente, iria sossegar um pouco. Eles não conhecem Madonna mesmo.

Em 1998, ela chega e com toda a calma do mundo, Madonna invade as rádios e as TVs com Frozen, com conceito musical e visual jamais imaginado, arrebatando os antigos fãs e conquistando muitos adolescentes que já a chamavam de ultrapassada. Ao lado de William Orbit, mago da música eletrônica, Madonna juntou o pop com a música techno e despejou suas experiências e influências espirituais em um de seus trabalhos mais consistente: Ray of Light.

A música Has To Be foi incluída na versão japonesa do álbum , que tem 14 faixas. No resto do mundo, Madonna fez questão de deixá-l o com 13 músicas - número de sorte.

O Surrealismo Musical de Madonna
Minsanepor Christian Sousa

Há 10 anos, em 1998, Madonna lançava o seu álbum mais surreal. Depois de
vários anos sem lançar um disco de músicas totalmente inéditas, a diva nos traz uma obra-prima musical. Na primeira vez em que ouvi Ray of Light, senti como se estivesse adentrando nas pinturas surrealistas do grande mestre Dalí.
Cheio de sons, ritmos, detalhes, formas, tudo reunido harmonicamente e interpretado por uma voz mais doce, forte e afinada. Ouso afirmar que cada música de Ray of Light é a interpretação musical de pinturas de Salvador
Dalí, o representante máximo do surrealismo. Ouso ainda mais pedir aos caros leitores que peguem seu cd Ray of Light para ouvir enquanto lêem este artigo e comprovar o que escreverei a seguir.

A Metamorfose de Narciso (i) abre a viagem musical de Madonna. Logo na primeira canção (Drowned World/Substitute For Love), Madonna declara
que não é mais a mesma. Ela olhou-se nas águas límpidas do lago e decidiu que era hora de se reinventar (mais uma vez), de ‘metamorfosear-se’ – “and now I find I’ve changed my mind” (ii). E convida a todos os seus fãs e admiradores a viajar com ela. Mas, para seguir nesta viagem, têm que se transformar também, e ir ao fundo do oceano para lavar sua alma – “gonna swim to the ocean floor. So that we can begin again. Wash away all our sins” (iii) - e ir em busca dos seus
desejos. Como o Homem de Compleição Enferma Escutando o Barulho do Mar (iv), desejando sair da sua forma petrificada e alcançar o mar, o fundo do mar e, assim, a luz.

A luz que ilumina e nos faz deixar a loucura do dia-a-dia para trás e, à nossa frente, apenas o horizonte iluminado, como o d’A Mesa Solar (v). Onde o universo inteiro se resume nesse horizonte de paz, de tranqüilidade, que faz-nos sentir como se estivesse em casa – “and I feel like I just got home” (vi). Chegar em casa, longe
de todas as insanidades do mundo e lhe encontrar, ver seu corpo nu e admirá-lo e te imaginar Nua Sobre um Chão de Rosas (vii) – “moist warm desire. Fly to me” (viii). Chegar em casa e poder admirar o seu semblante forte, sua sensualidade, sentir o doce perfume que exala do seu corpo, de suas costas nuas e, assim, poder viajar na sua pele, no seu sexo.

E Madonna vai mais longe. A cada faixa, ela penetra cada vez mais fundo no íntimo humano. Ela quer mais, quer tocar sua pele, beijá-la,
tocá-la. Torná-lo O Grande Masturbador (ix) de seus sentimentos. Ela quer que você queira mais, sempre mais – “why do you leave me wanting more?” (x) – e se conheça tão profundamente que possa chegar ao que realmente importa. E na busca pelas ruínas antropomórficas, Gradiva/Madonna (xi) encontra muito mais.

Ela encontra o mais importante dos sentimentos, aquele capaz de transformar o passado e acabar com a escuridão em nossos corações: o amor. Na sua busca incessante, finalmente, ela encontra o que de fato é necessário: amor – “love is all we need” (xii). E ao encontrar o amor, ela encontra o paraíso, pois foi o que o sábio disse e ela segue o sábio e quer que também o sigamos, quer que levantemos vôo, assim como ela levantou e, Um Segundo Antes de Despertar (xiii), deixou os julgamentos para trás e seguiu em frente, observando e aprendendo – “watching the signs as I go” (xiv).

E ela foi longe para aprender, voltou anos e anos até chegar às Reminiscências Arqueológicas (xv) das línguas mais antigas. Ela descobriu o sânscrito e sobre ele, meditou. “Vande” (xvi). E Madonna avisa aos ‘desantenados’: saia o mais rápido possível deste Sono (xvii) letárgico e deixe o amor lhe encontrar também. Se você sustenta suas crenças no que apenas você vê – “You´re so consumed with how much you get. You waste your time with hate and regret” (xviii) - está na hora de acordar, de esquentar seu coração, deixar a dor morrer e aprender a dizer adeus.

A viagem musical está quase no fim e é preciso dar adeus às Memórias (xix) que persistem em enfraquecer e fechar seu coração. Então, diga
adeus ao passado e dê espaço ao que está por vir – “freedom comes when you learn to let go” (xx). Às vezes, o que se procura está diante dos olhos, mas a chance não é dada e o objeto de desejo torna-se Invisível (xxi). Às vezes, o que precisamos é muito simples. E Madonna (xxii) a encontrou em uma pequena estrela – “my life, my soul” (xxiii), em uma estrela dentro dela mesma. E nela, encontrou a si mesma, encontrou a verdadeira Madonna.

E valeu a pena fazer toda esta viagem, ir ao céu e ao fundo do oceano. Ir à floresta, ao cemitério, fugir do trânsito e do silêncio e ainda assim,
continuar correndo, pois a viagem nunca termina. É sempre um Jogo (xxiv) cheio de peças e obstáculos a serem vencidos. Sempre temos mais a aprender e Ray of Light é assim, um álbum que sempre tem mais a entender.

Ray of Light é uma viagem sem fim. Surreal e sem fim. “I tasted the rain, I tasted my tears. I cursed the angels, I tasted my fears and the ground gave way beneath my feet and the earth to me in her arms” (xxv).

Este texto faz parte da revista Madonna By MInsane #2008. Leia a revista na íntegra. Para fazer o download, clique aqui.

(i) Obra de Salvador Dalí - A Metamorfose de Narciso. 1937, óleo sobre tela. Londres: Tate Gallery.
(ii) ‘e agora, eu encontrei, eu mudei minha mente’ – Drowned World/Substitute for Love. Álbum Ray of Light, 1998.
(iii) ‘vamos nadar até o fundo do oceano. Então, poderemos começar de novo. Lavar todos os nossos pecados’ – Swin. Álbum Ray of Light, 1998.
(iv) Obra de Salvador Dalí - Homem de Compleição Enferma Escutando o Barulho do Mar. 1929, óleo sobre painel. Rio de Janeiro: Museu Castro Maya.
(v) Obra de Salvador Dalí - A Mesa Solar. 1936, óleo sobre painel. Roterdã: Museu Boymans-Van Beuningen.
(vi) ‘e eu me sinto como se estivesse em casa’ – Ray of Light. Álbum Ray of Light, 1998.
(vii) Obra de Salvador Dalí – Nua Sobre o Chão de Rosas. 1942, óleo sobre tela. Yokohama, Yokohama Museum of Art.
(viii) ‘úmido e quente desejo. Voe até mim’ – Candy Perfume Girl. Álbum Ray of Light, 1998.
(ix) Obra de Salvador Dalí – O Grande Masturbador. 1929, óleo sobre tela. Madri: Museu Nacional Reina Sofia.
(x) ‘por que você me deixou querendo mais?’ – Skin. Álbum Ray of Light, 1998.
(xi) Obra de Salvador Dalí – Gradiva Encontra as Ruínas Antropomórficas. 1931, óleo sobre tela. Madri: Museu Thyssen-Bornemisza.
(xii) ‘amor é tudo que precisamos’ – Nothing Really Matters. Álbum Ray of Light, 1998.
(xiii) Obra de Salvador Dalí – Sonho Causado pelo Vôo de uma Abelha em Redor de uma Romã, um Segundo Antes de Despertar. 1944, óleo sobre tela. Madri: Museu Thyssen-Bornemisza.
(xiv) ‘observando os sinais enquanto sigo em frente’ – Sky Fits Heaven. Álbum Ray of Light, 1998.
(xv) Obra de Salvador Dalí – Reminiscência Arqueológica d’O Ângelus de Millet. 1933, óleo sobre painel. São Petersburgo (Flórida): Museu Salvador Dalí.
(xvi) ‘paz’ – Shanti/Ashtangi. Álbum Ray of Light, 1998.
(xvii) Obra de Salvador Dalí – O Sono. 1937, óleo sobre tela. Sussex: Coleção Edward James.
(xviii) ‘Você está consumido com o quanto você pode ter. Você perde seu tempo com ódio e arrependimento’ – Frozen. Álbum Ray of Light, 1998.
(xix) Obra de Salvador Dalí – A Persistência da Memória ou Relógios Moles. 1931, óleo sobre tela. Nova Iorque: Museu de Arte Moderna.
(xx) ‘liberdade vem quando você aprende a deixar ir’ – The Power of Goodbye. Álbum Ray of Light, 1998.
(xxi) Obra de Salvador Dalí – O Homem Invisível. 1929-1933, óleo sobre tela. Madri: Museu Nacional Reina Sofia.
(xxii) Obra de Salvador Dalí – Madonna de Port Lligat. 1949, óleo sobre tela. Milwaukee: Coleção Marquette.
(xxiii) ‘minha vida, minha alma’ – Little Star. Álbum Ray of Light, 1998.
(xiv) Obra de Salvador Dalí – O Jogo Lúgubre. 1929, óleo e colagem sobre cartão. Coleção Particular.
(xv) ‘Eu provei a chuva, eu provei minhas lágrimas. Eu amaldiçoei os anjos, eu provei meus medos E o solo cedeu embaixo dos meus pés E a terra me carregou em seus braços’ – Mer Girl. Álbum Ray of Light, 1998.

Créditos

Você sabia...

o vídeo de 'Frozen' teve inspiração na obra pré-rafaelita, no filme 'O paciente inglês' e na cultura oriental, como o budismo e o hinduísmo?

Além dos gestos com as mãos (mudras), a pintura com henna é uma tradição de países como Índia e o Médio Oriente.

Produzido por Madonna e Willam Ørbit
'Skin' e 'Nothing Really Matters' - prod. por Madonna, William Ørbit e Marius Devries
'Sky Fits Heaven', 'Frozen', 'The Power of Goodbye' e 'To Have and not to Hold' - prod. por Madonna, William Ørbit e Patrick Leonard
'Little Star' - prod. por Madonna e Marius Devries

Todas as canções escritas por Madonna e Patrick Leonard
'Drowned World/Substitute for Love' - escrito por Madonna, W. Ørbit , Rod McKuen, Anita Kerr e David Collins
'Swin', Shanti/Ashtangi' e 'Mer Girl' - escrito por Madonna e William Ørbit
'Ray of Light' - escrito por Madonna, W. Ørbit , Clive Muldoon, Dave Curtis e Christine Leach
'Candy Perfume Girl' - escrito por Madonna, W. Ørbit e Susannah Melvoin
'The Power of Goodbye', 'To have and not to hold' e 'Little star' - escrito por por Madonna e Rick Nowels

Madonna - Vocais, Vocais - bckgr
William Orbit - Sound Effects
Donna Delory - Vocals - bckgr
Craig Armstrong - String Arrangements
Marius DeVries - Keyboards, Programming
Nikki Harris - Vocals - bckgr
Ted Jensen - Mastering
Patrick Leonard - Arranger
Steve Sidelnyk - Drum Programming
Eddie Stern - Translation
Suzie Katayama - Conductor
Mark Moreau - Guitar
Pablo Cook - Flute
Kerosene Halo - Design
Michael Bradford - Programming
Vyass Houston - Translation
Fergus Gerrand - Percussion, Drums

Fotografias por Mario Testino
Direção de Arte por Kevin Reagan
Design: Kevin Reagan & Kerosene Halo

Faixas

Veja mais:

- Letras
- Vídeos
- Cifras
- Encartes
- Charts

01. Drowned World/Substitute for Love
02. Swin
03. Ray of Light
04. Candy Perfume Girl
05. Skin
06. Nothing Really Matters
07. Sky Fits Heaven
08. Shanti/Ashtangi
09. Frozen
10. The Power of Goodbye
11. To Have and not to Hold
12. Little Star
13. Mer Girl

Has to Be (faixa lançada no álbum japonês)

Extras

Extras
edição limitada
com capa holográfica

Extras
Velas promocionais
vendidas em Singapura

Extras
Caneca promocional

Singles

frozen

MInsanefrozenProduzido por Madonna, William Orbit e Patrick Leonard
Produção adicional e remix por Stereo MC’s, Victor Calderone e William Orbit.
Lançado em fevereiro de 1998
Pico no Hot 100 da Billboard: #2
Semanas BillBoard: #20
Certificação RIAA: Ouro

01.  Frozen - Album Version   
02.  Frozen - Stereo MC's Remix
03.  Frozen - Extended Club Mix
04.  Frozen - Meltdown Mix
05.  Shanti/Ashtangi - Album Version

+++ Remixes:
Frozen - Radio Edit
Frozen - Juniorverse Mix 1
Frozen - Juniorverse Mix 2
Frozen - Juniorverse Mix 3
Frozen - Stereo MC's Mix Edit
Frozen - Victor Calderone Drumpella
Frozen - Victor Calderone Extended Club Mix
Frozen - Victor Calderone Extended Club Mix Edit
Frozen - Victor Calderone Extended Club Mix Video Edit
Frozen - Vocal Demo
Frozen - Widescreen Mix
Frozen - William Orbit Drumapella

Ray of Light

ray of light ray of light Produzido por Madonna e William Orbit
Remix e Produção Adicional por Sasha, Victor Calderone e William Orbit.
Lançado em dezembro de 1994
Pico no Hot 100 da Billboard: #5
Semanas na Billboard: #20
Certificação RIAA: Ouro

01.  Ray Of Light - Sasha Ultra Violet Mix
02.  Ray Of Light - Sasha Strip Down Mix
03.  Ray Of Light - Victor Calderone Club Mix
04.  Ray Of Light - William Orbit Liquid Mix
05.  Ray Of Light - Sasha Twilo Mix
06.  Ray Of Light - Victor Calderone Drum Mix
07.  Ray Of Light - William Orbit Ultra Mix
08.  Ray Of Light - Album Version   
09.  Has To Be - Non-Album Track

+++ Remixes:
Ray of Light - Radio Edit
Ray of Light - Juniorverse Mix
Ray of Light - Richie Santana Mix
Ray of Light - Richie Santana Remix Edit
Ray of Light - Richie Santana Remix
Ray of Light - Sasha Ultra Violet Mix Radio Edit
Ray of Light - Victor Calderone Club Mix Radio Edit
Ray of Light - Victor Calderone Club Mix Video Edit
Ray of Light - William Orbit Liquid Mix Edit
Ray of Light - William Orbit Intense Violet Radio Remix
Ray of Light - William Orbit Intense Violet Remix
Ray of Light - William Orbit Intense Violet Dub
Ray of Light - William Orbit Universe Remix

Drowned World/Substitute For Love

DrownedMInsaneProduzido por Madonna e William Orbit
Pós-produção, produção adicional e remix por Sasha e Victor Calderone.
Lançado em agosto de 1998, na Europa; e em setembro, nos EUA.

01.  Drowned World/Substitute For Love - Album Version   
02.  Drowned World /Substitute For Love - BT & Sasha´s Bucklodge Ashram Remix
03.  Sky Fits Heaven - Sasha Remix Edit
04.  Sky Fits Heaven - Sasha Remix
05.  Sky Fits Heaven - Victor Calderone Remix Edit

+++ Remixes:
Drowned World/Substitute For Love - BT And Sasha Bucklodge Ashram Edit
Sky Fits Heaven - Sasha's The Drug Fits Face Mix
MInsaneSky Fits Heaven - Sasha's The Drug Fits Face Mix Edit
Sky Fits Heaven - Victor Calderone Mix
Sky Fits Heaven - Victor Calderone Future Mix

The Power Of Goodbye

MInsaneMInsaneProduzido por Madonna, William Orbit e Patrick Leonard
Lançado em novembro de 1998, na Europa; e em setembro, nos EUA.
Pico no Hot 100 da Billboard: #11
Semanas na Billboard: #19

01. The Power of Goodbye - Album Version
02. Mer Girl - Album Version
03. The Power Of Goodbye - Dallas' Low End Mix
04. The Power Of Goodbye - Luke Slater Super Luper
05. The Power Of Goodbye - Fabien's Good God Mix

+++ Remixes:
The Power Of Goodbye - Fabien's Good God Edit
The Power Of Goodbye - Juniorverse Mix
The Power Of Goodbye - Luke Slater's Filtered Mix
The Power Of Goodbye - Luke Slater's Industrial Dub
The Power Of Goodbye - Luke Slater's Industrial Anthem Mix

Nothing Really Matters

nothingnothing Produzido por Madonna, William Orbit e Marius Devries
Remix e Produção Adicional por Peter Rauhofer, Talvin Singh, Peter Kruder e Richard Dorfmeister.
Lançado em março de 1999
Pico no Hot 100 da Billboard: #93
Semanas na Billboard: #02

nothing01.  Nothing Really Matters - Album Version   
02.  Nothing Really Matters - Club 69 Vocal Club Mix
03.  Nothing Really Matters - Club 69 Future Mix
04.  Nothing Really Matters - Club 69 Phunk Mix
05.  Nothing Really Matters - Club 69 Speed Mix
06.  Nothing Really Matters - Kruder & Dorfmeister Remix 
07.  Nothing Really Matters - Vikram Remix
08.  Nothing Really Matters - Club 69 Future Dub
09.  Nothing Really Matters - Club 69 Radio Mix
10.  Nothing Really Matters - Vikram Radio Remix   
11.  To Have And Not To Hold - Album Version

+++ Remixes:
Nothing Really Matters - Edit
Nothing Really Matters - Club 69 Anthem Mix Edit
Nothing Really Matters - Club 69 Anthem Mix Radio Edit
Nothing Really Matters - Club 69 Anthem Mix
Nothing Really Matters - Club 69 Future Edit
Nothing Really Matters - Club 69 Mix-Show Mix
Nothing Really Matters - Club 69 Phunk Club Dub
Nothing Really Matters - Club 69 Phunk Club Edit
Nothing Really Matters - Club 69 Speed Dub
Nothing Really Matters - Club 69 Speed Bump Mix
Nothing Really Matters - Club 69 Speed Bump Edit
Nothing Really Matters - Club 69 Speed Bump Dub
Nothing Really Matters - Kruder & Dorfmeister Dub
Nothing Really Matters - Vikram Remix
Nothing Really Matters - Vikram Cybercut

Little Star

PowerLittle starLançado em novembro de 1998

Little Star - Album Version

 

Skin

skin Lançado em abril de 1999. Promocional

Skin - Club 69 Future Mix
Skin - Groove Mix
Skin - Transformer Mix
Skin - Sasha Remix Edit
Skin - The Collaboration Mix

 

 



MInsane :: Madonna Official Fan Club / Brasil The Red ((design&web))